Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilha de São Vicente: Descubra Cabo Verde

por Kabuverdianu, em 27.05.15

WBObject_10500_SVicente Solferias.jpg

 

 A simbologia da arte e da cultura

 
A partir de 1830, e aquando da instalação de um depósito de carvão, a ilha de São Vicente passou de terra inóspita a porto de abrigo de navios de toda a parte. Daí aos dias de hoje, do carvão ao gasóleo, São Vicente e Mindelo afirmaram-se como um centro de grande cosmopolitismo, de festivais musicais, do Carnaval, de festas religiosas e do artesanato, onde a noite ganha vida às serenas horas do dia.
 
Ao ritmo da morna e da coladeira, a ilha tornou-se um lugar de diversidade cultural, trocando as voltas de uma paisagem árida e tranquila, pela energia e diversão das suas gentes. O destaque também vai para a magnífica baia do Porto Grande, o “Monte Cara” e o Parque Natural do Monte Verde, bem como para as belíssimas praias, as quais destacamos a de “Laginha” (na cidade do Mindelo), São Pedro, “Baia das Gatas”, “Praia Grande” e “Calhau”. O teatro, este, é um prato forte e que possui muita expressão nesta ilha, havendo mesmo um festival anual. A ilha possui um aeroporto e porto internacionais.
 
 
Um exemplo vivo do cosmopolitismo cultural e de lazer
 
São Vicente é uma ilha de contrastes onde se respira uma atmosfera invulgar e muito própria. As ruas da capital, Mindelo, são alegremente adornadas por uma arquitectura colonial europeia e pelo cosmopolitismo que paira no ar, enquanto o interior da ilha é seco e com algum relevo associado.
 
A ilha de S. Vicente é também local de belas praias de água tépida e cristalina, como a praia de Salamansa, “Baia das Gatas” ou a praia de S. Pedro, para os amantes do windsurf. Com uma rica tradição musical, a cidade do Mindelo é considerada a “capital cultural” do país, oferecendo ainda ao visitante bons restaurantes onde poderá saborear gastronomia rica, ao som de belas mornas ou coladeira.
 

porton-de-nos-ilhas-727x320.jpg

 A perfeita combinação entre cultura, praia e animação

 
A tradição cultural da capital de S. Vicente ganha ainda mais expressão em dois períodos do ano: durante o festival de música da “Baía das Gatas”, a mais famosa manifestação cultural cabo-verdiana, e no Carnaval.
 
A festa da passagem de ano tem, igualmente, muita fama.. Nesta ilha todos os pormenores ganham importância, quer pela cuidada preservação dos lugares públicos e do património histórico, quer pela presença de um movimento cultural permanente. São Vicente, o destino ideal para quem gosta de combinar diversão, praia e cultura. Deixe-se, pois, envolver numa experiência inesquecível e renda-se à alegria e à folia contagiante desta ilha.
 
Fonte:Turismocv
PODERÁ TAMBÉM GOSTAR DE:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:48

O grupo Taylor Gang, representante da ilha do Sal, foi o campeão da noite de sabado, 23, ao arrancar a classificação de primeiro lugar no Konkursu Nasional di Hip Hop, promovido pela Djam Projects. Os grupos de Santo Antão (2º) e São Vicente (3º) ocuparam os restantes lugares do podium. No concurso participavam ainda grupos do Fogo, São Nicolau e Santiago (Praia).

 

DSC_8361-740x431.jpg

 O grupo Taylor Gang, representante da ilha do Sal, foi o campeão da noite de sabado, 23, ao arrancar a classificação de primeiro lugar no Konkursu Nasional di Hip Hop, promovido pela Djam Projects. Os grupos de Santo Antão (2º) e São Vicente (3º) ocuparam os restantes lugares do podium. No concurso participavam ainda grupos do Fogo, São Nicolau e Santiago (Praia).

 

Révelino Marciano, B-Boy Lillou e Ques Bad Guy, o júri internacional do concurso, esteve em sintonia com a maioria do público que no final do evento já pedia o grupo de Sal como vencedor. Antes de entregarem o veredicto, os três campeões actuarem e arrancaram aplausos entusiasmados da audiência que ficou com vontade de mais.

DSC_8126-740x431.jpg

 

Com um atraso de mais de duas horas, o concurso apresentou um grande número de jovens talentosos, alguns em competição e outros como convidados.

 

Um dos momentos marcantes foi a homenagem a Dudu Rodrigues: primeiro fez-se um minuto de silêncio e depois os promotores do evento proferiram algumas palavras recordando o contributo do artista para a arte e entregaram um troféu simbólico à sua família. A ex-companheira de Dudu Rodrigues agradeceu a homenagem e cantou um tema dedicado ao jovem activista cultural, falecido em Novembro do ano passado.

 

Os primeiros classificados do concurso receberam um troféu e um cheque no valor de 60 mil escudos.  E participam hoje de um workshop com os três dançarinos europeus convidados para júri.

 

Fonte: AVoz

PODERÁ TAMBÉM GOSTAR DE:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:52









Alguma sugestão em relação ao nosso Blog?