Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

 

Dicas preciosas para antes e durante a entrevista de emprego.

Para qualquer candidato a uma vaga de emprego chegar à fase das entrevistas representa já um ganho. Significa que o seu currículo de alguma forma chamou a atenção de quem recruta entre as dezenas de candidaturas. 

Por essa razão é importante que o candidato não deite tudo a perder na única oportunidade que lhe é dado para impressionar e mostrar o que vale. 

Georgete Monteiro trabalha junto dos Recursos Humanos e explica o que se deve ter em conta dias antes da entrevista e na “Hora H”.

Antes de chegar à entrevista: 

- O candidato deve ter em atenção quem deverá conduzir a entrevista (responsável dos recursos humanos, o recrutador, responsável pela empresa … )

- O candidato deve “fazer o trabalho de casa” e pesquisar sobre empresa a que concorre (posicionamento no mercado, concorrência, estrutura, trabalho desenvolvido, falar com pessoas que já conhecem a empresa)

- Dormir bem nas vésperas (preparar-se psicologicamente)

- “Treinar” em frente ao espelho ou com uma pessoa de confiança as respostas às perguntas da praxe 

No dia da entrevista: 

- Levar uma cópia do currículo para o caso de ser preciso

- O candidato deve chegar cedo ao local da entrevista – 10/15 minutos antes. Terá assim tempo para descontrair e não corre o risco de se atrasar e chegar ofegante

- Ter atenção à imagem, é muito importante pois é a primeira impressão que fica. A forma como o candidato chega vestido/penteado marca e optar pelo ‘meio-termo’ e ser discreto é o mais seguro

- Ter cuidado com a postura corporal que é também avaliada por vezes antes mesmo de a entrevista começar. Ainda na sala de espera não esquecer a postura adequada, a simpatia e a boa-educação que ficam sempre bem

- Nas perguntas sobre a sua personalidade, o candidato deverá primar pela sinceridade e responder sempre prontamente

- Boa oratória e a certeza nas respostas são sempre valorizadas

 

Fonte: SAPOESTUDANTE

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:56

Uma carta de apresentação bem escrita pode abrir-te mais portas do que o teu currículo propriamente dito.

 

Apesar de não haver uma fórmula mágica para escrever uma carta de apresentação, há alguns pontos que deves ter em conta na altura de a escrever:

- Não repitas o teu currículo

Em vez de copiares as informações do teu currículo, descreve o que podes trazer de inovador para a empresa. Faz com que a empresa decida que vais fazer toda a diferença para a equipa.

- Identifica o receptor

Se no anúncio de emprego vier o nome da pessoa que o colocou, responde utilizando mesmo o nome dela. Começa, por exemplo, por: Caro André Matos... Começar uma carta com o nome de quem te vai recrutar em vez de "Caro senhor" pode ser um elemento diferenciador. Usa as tuas competências na internet para mostrar que te preocupas em causar uma boa impressão. Se o nome da pessoa não vier identificado, endereça-a ao departamento respectivo.

- Faz uma abertura apelativa


Escreve uma frase de abertura convincente. Imprime o teu cunho pessoal e escreve uma frase que te diferencie. Evite as frases feitas, como: "sabendo que a vossa empresa se encontra em fase de expansão..." ou "venho, por este meio, candidatar-me...".

- Sê assertivo

Prefere ser o mais sincero possível em relação às tuas aspirações, convincente, na apresentação dos teus pontos fortes e explica por que deves ser contactado para uma entrevista.

- Cuidado com o "eu"

 

Presta atenção ao número de frases que começam com "eu". Preocupa-te em centrar-te nos problemas da empresa e em como podem ser solucionados, bem como no sucesso da mesma.

- Explica o motivo da tua candidatura


É importante que o recrutador entenda que este emprego é importante para ti, porque te vai dar experiência e permitir desenvolver competências na área. Se conseguir que ele entenda isso, vais passar a ideia de que és ambicioso e de que pretendes evoluir.

- Procura ser objectivo

Três a cinco parágrafos são suficientes. Lembra-te: tempo é dinheiro e ninguém tem paciência para ler grandes textos.

- Sê tu mesmo

Nada de mencionar as áreas em que não tens experiência. Subvalorizar-te só serve para não te chamarem para a entrevista. Diz que tens boas capacidades, que aprendes depressa e que gostas de novos desafios.

- Não fales no ordenado

Não digas quanto pensas ganhar, a não ser que no anúncio o peçam.

- Termina bem a carta

Remate a carta, explicando que gostarias de ir a uma entrevista para explicar pessoalmente os motivos da candidatura e que aguardas um contacto.

- Associa a carta ao currículo

A tua carta de apresentação deve estar nos mesmos formatos e na mesma fonte que o teu currículo, para que formem um conjunto único, além de mostrar também o teu profissionalismo e a tua capacidade de organização.

 

Fonte: SAPOESTUDANTE

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:18







Alguma sugestão em relação ao nosso Blog?