Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

 

O Festival da Gambôa chega já nos dias 16, 17 e 18 de Maio e já são conhecidos os artistas que vão fazer as delícias do público. Sob o lema “Musika é festa”, a XXII Edição do festival vai homenagear um dos grandes nomes do funaná, Katchás. 

O Festival da Gambôa, que há vinte e dois anos acontece por ocasião das festividades do dia do Município da Praia, continua este ano nas mãos de privados no que toca à produção. Depois de na última edição ter estado sob a alçada da GMS Entertainment, este ano um grupo de três empresas tomam as rédeas na organização: Harmonia, Marius Produções e AV Produções, para três anos. 

Vão ser três dias de música, dois pagos. Sendo que o último será, como já vem sendo habitual, de Gamboinha e Gamboa Jovem, gratuito. Este ano deixa de existir o bilhete válido para dois dias como aconteceu na última edição. Quem quiser assistir ao festival este ano terá que comprar um bilhete diário único, no valor de 200$00. 

Os bilhetes vão estar à venda uma semana antes do festival. “Este ano por uma questão de segurança a nível da entrada na Gambôa não será feita com uma pulseira mas sim com um bilhete. Dentro do recinto vai estar à disposição das pessoas tudo o que precisam e a partir do momento em que pessoas saírem não lhes será permitida a reentrada”, explicou no final Augusto Veiga.  

A XXII Edição do festival homenageia Carlos Alberto Martins, mais conhecido por Katchás.“Esta homenagem é uma forma de dizermos ‘obrigado’ a Katchás. É uma pessoa a que todas nós devemos muito pela intervenção que teve e pela forma com que fez com que o funaná chegasse à cidade, a Cabo Verde inteiro e ao Mundo”, disse o Vereador da Cultura da CMP, António Lopes da Silva.
  
O Festival da Gambôa 2014, que regressa à imagem das primeiras edições, fica orçado em 25 mil contos, sendo que 12 mil são da responsabilidade da Câmara Municipal da Praia.

Conheça os nomes que constam do cartaz:


Sexta-feira, 16 de Maio


Fogo All Star

  • Michael Montrond
  • Kim Alves
  • Tony di Marineta
  • Braz de Andrade
  • Júlio Correia
  • Assol Garcia

Tania St Val

Tabanka Djazz

Djodje

 

Sábado, 17 de Maio

Cesária Évora Orquestra

Kuenta I Tambu

Zé Spanhol & Lejemea

Kino Cabral

Domingo, 18 de Maio

Gamboa Jovem

Gamboinha

(nomes ainda por divulgar)

 

Fonte:SAPOMUSIKA

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:41

 Djodje e o grupo TLDreamz, composto por Loony Jonhson e Tó Semedo, renunciaram às nomeações nos Cabo Verde Music Awards 2014. Se Djodje não concorda com os critérios das nomeações, já os TLDreamz estão indignados com a não inclusão do tema "Undi da ki panha" nos nomeados para a melhor música do ano. A organização dos CVMA lamenta a renúncia dos artistas ao projecto e diz que o júri vai voltar a reunir-se para fazer novas nomeações.

Djodje e TLDreamz renunciam às nomeações do CVMA 2014

Em comunicado, os TLDreamz manifestam a sua "indignação e descontentamento pelo facto de a música “Undi da ki panha" não ter sido nomeada na categoria “Música do Ano”". "De acordo com a organização dos CVMA, os critérios de nomeação são Qualidade e Popularidade! Assim sendo, não percebemos a não inclusão da música “Undi da ki panha" na categoria “Música do Ano”, que na opinião unânime de locutores de rádio, dj’s, público em geral e outros músicos, foi o tema mais tocado e ouvido nas rádios, televisões e discotecas de Cabo Verde, no ano 2013", argumentam.

 

Também em nota, Djodje diz que renuncia "às nomeações recebidas para os CVMA 2014 nas categorias de Melhor Álbum Eletrónico / Melhor Reggae RnB House / Melhor Música do Ano", por achar que os critérios-base definidos e difundidos pela organização dos prémios não foram respeitados". Para o músico, "os CVMA servem para premiar os que tiveram mais mérito ao longo do ano com base nos critérios propostos pela organização e isso não se reflecte nas nomeações deste ano de uma forma geral".

 

A organização dos CVMA diz que aceita a posição dos artistas, uma vez que é seu direito recusar as nomeações que o júri decidiu atribuir-lhes. "Relembramos que a organização não interfere no processo das Nomeações, nem de votação e que deposita total confiança no seu júri independente. Relembramos também que nenhuma alínea do regulamento dos CVMA foi invocada como motivo de renúncia, o que significa que as Nomeações não desrespeitaram nenhuma das regras estabelecidas", refere em nota de imprensa.

 

Fonte:ASemana

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:58







Alguma sugestão em relação ao nosso Blog?