Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilha de São Vicente: Descubra Cabo Verde

por Kabuverdianu, em 27.05.15

WBObject_10500_SVicente Solferias.jpg

 

 A simbologia da arte e da cultura

 
A partir de 1830, e aquando da instalação de um depósito de carvão, a ilha de São Vicente passou de terra inóspita a porto de abrigo de navios de toda a parte. Daí aos dias de hoje, do carvão ao gasóleo, São Vicente e Mindelo afirmaram-se como um centro de grande cosmopolitismo, de festivais musicais, do Carnaval, de festas religiosas e do artesanato, onde a noite ganha vida às serenas horas do dia.
 
Ao ritmo da morna e da coladeira, a ilha tornou-se um lugar de diversidade cultural, trocando as voltas de uma paisagem árida e tranquila, pela energia e diversão das suas gentes. O destaque também vai para a magnífica baia do Porto Grande, o “Monte Cara” e o Parque Natural do Monte Verde, bem como para as belíssimas praias, as quais destacamos a de “Laginha” (na cidade do Mindelo), São Pedro, “Baia das Gatas”, “Praia Grande” e “Calhau”. O teatro, este, é um prato forte e que possui muita expressão nesta ilha, havendo mesmo um festival anual. A ilha possui um aeroporto e porto internacionais.
 
 
Um exemplo vivo do cosmopolitismo cultural e de lazer
 
São Vicente é uma ilha de contrastes onde se respira uma atmosfera invulgar e muito própria. As ruas da capital, Mindelo, são alegremente adornadas por uma arquitectura colonial europeia e pelo cosmopolitismo que paira no ar, enquanto o interior da ilha é seco e com algum relevo associado.
 
A ilha de S. Vicente é também local de belas praias de água tépida e cristalina, como a praia de Salamansa, “Baia das Gatas” ou a praia de S. Pedro, para os amantes do windsurf. Com uma rica tradição musical, a cidade do Mindelo é considerada a “capital cultural” do país, oferecendo ainda ao visitante bons restaurantes onde poderá saborear gastronomia rica, ao som de belas mornas ou coladeira.
 

porton-de-nos-ilhas-727x320.jpg

 A perfeita combinação entre cultura, praia e animação

 
A tradição cultural da capital de S. Vicente ganha ainda mais expressão em dois períodos do ano: durante o festival de música da “Baía das Gatas”, a mais famosa manifestação cultural cabo-verdiana, e no Carnaval.
 
A festa da passagem de ano tem, igualmente, muita fama.. Nesta ilha todos os pormenores ganham importância, quer pela cuidada preservação dos lugares públicos e do património histórico, quer pela presença de um movimento cultural permanente. São Vicente, o destino ideal para quem gosta de combinar diversão, praia e cultura. Deixe-se, pois, envolver numa experiência inesquecível e renda-se à alegria e à folia contagiante desta ilha.
 
Fonte:Turismocv

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:48

luzia3.jpg

 

 
Disfrute de um dia diferente, renda-se à tranquilidade da ilha.
 
Situada a cinco milhas da Ilha de São Vicente, a ilha de Santa Luzia pertence ao grupo das ilhas do Barlavento, e tem uma área de 35 Km2, sendo que o ponto mais elevado está 395 metros acima do nível do mar. Com um clima seco e frequentes períodos de seca, as várias tentativas de povoação da ilha acabaram por fracassar.
 
A paisagem, constituída por montes escarpados a Norte e esplêndidas praias de areia branca e dunas a Sul. A única maneira de chegar à ilha é através do "Calhau", na costa oriental de São Vicente, onde é possível alugar um barco de pesca durante o dia que o transportará a Santa Luzia. A travessia é de aproximadamente duas horas em cada sentido.
 
 

A ilha inabitada… praias de dunas brancas e mar azul.

 
Considerada uma importante reserva natural de Cabo Verde, Santa Luzia, é a única ilha do Arquipélago que não é habitada. A escassez de água impediu o sucesso das várias tentativas de povoamento, apesar disso, a ilha chegou a ser habitada durante o séc. XVIII, por uma pequena comunidade que se dedicava à pastorícia, à pesca e à extracção de urzela.
 
No século XX, até à década de 60, a ilha foi habitada por um casal, mas está desabitada desde então. Ainda assim, a presença humana na ilha é quase permanente. Pescadores, habitualmente oriundos de São Vicente, fazem aqui jornadas de alguns dias.
 

Conheça a fauna marinha desta Reserva Natural Integral.

 
A fauna marinha da ilha de Santa Luzia é bastante rica e diversificada. Para além de constituir um dos locais de eleição para a desova das tartarugas, as águas que circundam a ilha são habitat de muitas espécies de peixes e marisco de grande qualidade.
 

Promovidos a categoria de Reserva Natural Integral, a Ilha de Santa Luzia e os seus ilhéus Branco e Raso, têm o acesso restringido a fins científicos ou, eventualmente, educativos. Actualmente o acesso à Reserva Natural Integral está sujeito a uma autorização da Direcção Geral do Ambiente e um Plano de Gestão está a ser finalizado, de modo a estabelecer as normas e identificar quais as actividades e modalidades de turismo poderão ser compatíveis com a preservação ambiental e a conservação das espécies endémicas ali existentes.

 

Fonte: TurismoCV

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:36
editado por Kabuverdianu a 14/7/15 às 12:09







Alguma sugestão em relação ao nosso Blog?