Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



peace-run.png

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A primeira edição da Sri Chinmoy Oneness-Home Peace Run realiza-se em Cabo Verde em Março de 2015, no âmbito das comemorações dos 40 anos de independência de Cabo Verde. Para assinalar estes 40 anos de Liberdade e Paz em cabo Verde, a Sri Chinmoy Oneness-Home Peace Run teve a honra de convidar Sua Excelência o Senhor Presidente da República de cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, para Patrono do evento em Cabo Verde.

A Tocha da Paz irá percorrer um percurso total de cerca de 200km a volta da ilha de São Tiago, com inicio simbólico no berço da nação, a Cidade Velha, domingo 22 de Março, onde se prevê uma cerimónia inaugural e um pequeno trajeto inaugural até Porto Mosquito. Seguem-se posteriormente cinco etapas:

 

  1. Da Cidade Velha até a Assomada, passando por São Domingos, João Teves e Picos, no dia 23 de Março.
  2. Da Assomada até ao Tarrafal, passando pelo Parque Natural da Malagueta e a Ribeira de Prata, no dia 24 de Março.
  3. Do Tarrafal até a Pedra Badejo, passando pela Calheta de São Miguel no dia 25 de Março
  4. De Pedra Badejo até ao Estádio Nacional de cabo Verde, no dia 26 de março
  5. Percurso na cidade da Praia e cerimónia final no dia 27 de Março.

 

Este ano a Peace Run visita apenas a ilha de São Tiago, tendo sido contudo convidados atletas de todas as ilhas a participarem no evento, e podendo a iniciativa alargar-se as restantes ilhas do arquipélago numa futura edição da Sri Chinmoy Oneness-Home Peace Run em Cabo Verde.

 

Fonte:PeaceRun.org

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:02


O ideal das Danças Urbanas em Cabo Verde

por Kabuverdianu, em 07.03.15

1.jpg

 

As danças urbanas em Cabo Verde foram mal interpretadas e muitas vezes associadas a marginalidade. O que na realidade o único objectivo da dança é transmitir a cultura, o sentimento e a realidade que os dançarinos vivenciam.

 

“A dança é uma manifestação puramente sentimental, que usa nada além do corpo, sinais,  e gestos para transmitir o único objectivo, a CULTURA.”

                                        Jay Monteiro

    

Danças Urbanas – são danças praticadas nas ruas com intuito de desenvolver a cultura hip- hop, de a fazer ser ouvida, através dos dançarinos denominados de dançarinos de rua (street dancer). O  street dancer é o nome dado a pessoa que dedica aos vários vertentes da dança hip-hop (Krump, lin rock whit, poppin, lockin, breakin, jerkin, dubsteep, entre outros). Inicialmente, as danças urbanas eram utilizadas como manifestação popular e alternativa de jovens para não entrar em gangues de rua, que tomavam Nova Iorque em meados da década de 1970. Actualmente, é utilizado como meio de recreação ou competição no mundo inteiro.

 

A dança foi mal Interpretada em Cabo Verde

 O que parece moda vai muito além de vestir uma roupa ou um boné e sair por ai dizendo " sou do hip-hop" a cultura é bem mais alta, é na verdade uma manifestação do movimento hip-hop. É a alternativa face a violência e a marginalização. Porém, em Cabo Verde as danças são muito discriminadas, e associadas a algo pejorativo (violências), o que faz com que os grupos não tenham reconhecimento nacional ou até internacional. Grupos como, TC-Dancers, Revolution, Fantastic Jerks, Black Diamond, Orgulho Negro, The incredibles, Boys-Superstars, DSD, The rejectors, Kriol-Dance- Moviment, Blackstyle, Black Diamond, CTT, Kriolus, B-Brothers e outros, vem tentando  mudar  essa concepção ,errada, da dança em Cabo Verde. Porém, muitos dos grupos mencionados, já não existe e o motivo de não existirem é bem simples.

                

   “Não se valoriza o talento a nível da dança em Cabo Verde”

 

@JM

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:18






Alguma sugestão em relação ao nosso Blog?