Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilha Do Maio: Descubra Cabo Verde

por Kabuverdianu, em 13.02.15

1241719518788_f.jpg

 

 
O deslumbramento das praias desertas...
De origem vulcânica, a ilha do Maio foi descoberta pelos ventos alísios que tornaram a ilha aplanada, lembrando porventura, os desertos do continente africano, ainda que, aqui, possamos encontrar o Monte Penoso, com menos de 500 metros de altura.
 
Antigo porto de exportação do sal que, aqui, se produzia até ao século XX, Maio desperta um sentimento profundo de excentricidade quando se desfruta das suas imensas praias de areais dourados e vários tons de azul, quase nunca frequentados. A infinidade de lugares secretos, quase como se de clandestinos se tratassem, perpetua o romantismo que paira no ar. E, se por um lado é predominante este seu carácter, por outro, o vento e as águas cristalinas e ricas em flora e fauna marinha proporcionam um ambiente idílico à prática de desportos náuticos e aquáticos.

download.jpg

 

 
Sinta-se único no mundo...
Entre a ilha da Boavista e Santiago, a ilha do Maio é, ainda, um lugar por descobrir. Praia Preta, Praia Real, Pau Seco, Porto Cais, Boca do Morro ou Praia da Lagoa, entre muitas outras, fazem da ilha do Maio um lugar repleto de areais dourados interrompidos pelo azul intenso do mar.
 
A ilha traz consigo a habilidade de o fazer sentir-se único no mundo, pois quem por aqui passa vê-se rodeado, horas a fio, de tranquilidade e exclusividade nestas praias de excepcional beleza.
 
Viva momentos de paixão intensa...
Se lugares recônditos e secretos perduram nesta ilha, o silêncio arrebate e conforta os momentos de tranquilidade que só poderão ser vividos a dois. Delicie-se nos magníficos cenários do azul profundo e do dourado brilhante, pontuado, por vezes, por oásis verdes, que, aqui, não são delírios ou visões.
 
Fonte:CaboVerdeTurismo

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:50


Ilha de Santiago: Descubra Cabo Verde

por Kabuverdianu, em 23.12.14
 

O berço da cabo-verdianidade

A ilha de Santiago, considerada a mais africana de todas e onde os contrastes são mais nítidos, oferece uma infinidade de montanhas e vales, percursos e trilhos, naquela que é a maior ilha do arquipélago e que acomoda metade da população do país.

 

Berço da cabo-verdianidade, a ilha oferece uma riqueza cultural, gastronómica e paisagística, únicas, para além de belas praias. É aqui também que encontrará as memórias de outros tempos, no silêncio e nas ruínas da Cidade Velha, antiga Ribeira Grande, primeira cidade portuguesa. Possui igualmente bonitas baias e enseadas. Os de São Martinho, Praia-Baixo e São Francisco, bem como o de Tarrafal e o de Ribeira de Prata, merecem uma visita e…um mergulho obrigatório. O mercado do sucupira (mercado popular) e o de verduras na cidade da Praia constituem, também, passagens obrigatórias. A cidade da Praia está igualmente a se posicionar como um centro de conferências e eventos regionais e internacionais. A ilha possui um aeroporto e porto internacionais com ligação aos principais mercados emissores. Venha daí e deixe-se envolver pela magia contagiante da ilha mais africana do arquipélago.

 

 

167262_182360545138192_2211858_n.jpg

 

Descubra a variedade de momentos de lazer da capital
A multiplicidade artística de Cabo Verde tem forte expressão na capi­tal, a cidade da Praia. Existe uma ampla oferta a nível de restaurantes, bares, museus e actividade culturais, desportivas e de lazer.

 

Nos muitos restaurantes existentes, a gastronomia é variada e de sabores únicos, oferendo desde pratos típicos, como a cachupa, às especialidades com peixe e marisco, acompanhadas, quase sempre, de música ao vivo aos fins-de-semana. Dê um pas­seio pelo Platô, centro histórico e nevrálgico da cidade da Praia, e descubra a agitação do mítico restaurante “Quintal da Música”, que proporciona noites e momentos inesquecíveis de convívio, sabores, aromas e riqueza artística.

 

934940_103514749854437_1988310430_n.jpg

 

Aventure-se no interior insólito da ilha
Para além do fulgor da capital, Santiago é uma ilha de montanhas escarpadas, rochas vulcânicas e vales verdejantes. Nesta viagem pelo interior místico, não deixe de visitar o colorido mercado da Assomada, um importante ponto comercial, com um ambiente singular, numa mistura entre campo e cidade.

 

Não perca tam­bém o vale de S. Domingos, o Pico d’ Antónia (o ponto mais elevado da ilha), nem tão pouco deixem de visitar o Jardim Botânico de S. Jorge, “Rui Vaz”, o Parque Natural de Serra Malagueta, Calheta de São Miguel e Santa Cruz, não esquecendo São Lourenço dos Órgãos e São Salvador do Mundo.

 

Viva aqui a história e a cultura de Cabo Verde
Santiago é a ilha de todos os contrastes, desde as praias amenas, às paisagens únicas, aos traços da ruralidade no interior, passando pelos fragmentos de história que nos transportam a épocas longínquas. Conheça o berço da nacionalidade cabo-verdiana – Cidade Velha – onde reina, imponente, a Fortaleza Real de São Filipe.

 

Visitar Santiago é descobrir as raízes do país e as marcas do povoamento, enquanto se deixa envolver pela morabeza e pelos ritmos frenéticos do batuque. Uma visita à comunidade dos “Rabelados” (comunidade que ficou muitos anos isolada do resto e que manteve modos de vida ancestrais) impõe-se ao visitante. Após uma agradável viagem pelo interior da ilha, chegamos a uma baía rodeada de coqueiros, onde fica uma das praias mais paradisíacas de todo o Arquipélago de Cabo Verde: o Tarrafal. O concelho, que se localiza no norte da ilha de Santiago, alberga também o ex-campo de concentração do Tarrafal, hoje transformado em museu. Criada pelo Governo Português em 1936, a Colónia Penal do Tarrafal, também conhecida como “Campo do Tarrafal”, foi durante anos local de atrocidades e atentados aos direitos humanos, até ser encerrado em 1954.

 

Fonte: TurismoCV

Autoria e outros dados (tags, etc)






Alguma sugestão em relação ao nosso Blog?