Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



entrevistas-de-emprego.jpg

 

  1. Você é proativo

Sem essa de "já fiz o suficiente". Mostrar que você tem uma sede por conhecimento e que gosta de ir além é fundamental para conquistar qualquer posição.

 

"Você pode não estar sendo pago para ajudar seu colega de setor, ou para participar de projetos além de suas atividades diárias,mas desta maneira você estará colaborando para o crescimento da companhia", diz Lopes.

 

"E, se ainda está em dúvida se deve ou não mudar sua postura, lembre-se que empresas que não crescem dificilmente geram oportunidades. Pessoas que não se destacam têm menor chance de promoção."

 

 

  1. Você sabe dizer não (e oferece novas perspectivas)

 

Você não é obrigado a concordar com todos os planos, planejamentos, ideias ou imposições de seu chefe, mas antes de dizer apenas NÃO, reflita sobre alguma outra perspectiva. Converse, exponha seu ponto de vista.

 

"Os líderes precisam de pessoas que pensem, que questionem, que não tenham medo de falar quando não concordam com alguma coisa! Se sua perspectiva for sugerida de maneira construtiva e respeitosa, mesmo sendo contraria a ideia inicial do seu líder, ao final ele te agradecerá pelo input."

 

  1. Sempre sai da zona de conforto

 

Segundo Lopes, o profissional precisa mostrar que tem uma visão sistêmica, analisar onde sua área impacta em outra e tentar de alguma forma ajudar outras áreas a serem mais eficientes.

 

"Deve-se sempre pensar no futuro, verificando onde todos podem ter problemas, e assim promover discussões no sentido de se antecipar a esses problemas tomando medidas para evitá-los."

 

  1. Tem espírito de equipe

 

Saber lidar com pessoas que não têm o mesmo perfil que o seu é um desafio e tanto - mas é preciso. Na opinião do consultor, ter uma equipe com diferentes pontos de vista significa mais eficiência e maior performance.

 

  1. Você inova sempre

 

Ter coragem para abandonar práticas que um dia já tiveram sucesso é necessário. Se arriscar com ideias novas e propor mudanças fará de você um profissional preparado para um cargo de gestão.

 

"As empresas modernas e principalmente hoje, em tempos de crise,procuram profissionais com este perfil. Aplicando essas atitudes em seu dia a dia, você terá um enorme diferencial para oferecer à empresa que trabalha e certamente alavancará sua carreira."

 

Exame

 

 

PODERÁ TAMBÉM GOSTAR DE:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:58

size_810_16_9_executivo-sentado.jpg

 Como eles lidam com os "nãos" na carreira

 

Somente quem já passou por algum fracasso sabe como essa situação pode ser difícil. Se ainda não aconteceu com você, provavelmente ainda ocorrerá.

 

A ausência de fracassos, inclusive, pode ser algo preocupante, como retrata uma das anedotas de gestão do Google, que envolve o CEO Larry Page e Sheryl Sandberg, na época vice-presidente da empresa e hoje CEO do Facebook.

 

Na história, Sandberg conta para Page que cometeu um erro que custou milhões ao Google. Ele, para a surpresa da executiva, não fica decepcionado: se esse tipo de erro não ocorresse era sinal de que a companhia não estava se arriscando o tanto que deveria.

 

Então, se os fracassos são inevitáveis, também é importante saber como lidar com eles. A seguir, grandes líderes contam ao Na Prática como lidam com esse tipo de situação:

size_810_16_9_christian-orglmeister-do-boston-cons

 Christian Orglmeister do Boston Consulting Group

 

Christian, hoje diretor do escritório brasileiro da consultoria Boston Consulting Group (BCG), é exemplo disso. Ele tentou duas vezes entrar na empresa sem sucesso: enquanto recém-formado e novamente após dois anos. Foi só na terceira tentativa que foi contratado. “É duro quando você leva um não no início da carreira, mas o aprendizado é enorme”, ele defende. O importante é não desanimar e se preparar para as próximas oportunidades que aparecerão.

 

size_810_16_9_jorge-paulo-lemann-maior-empresario-

 Jorge Paulo Lemann: maior empresário do Brasil

 

“Nunca me arrependi de nada que eu fiz com muito esforço”, diz Jorge Paulo Lemann, atualmente considerado o empresário mais bem-sucedido do país. Diante daquilo que se tem paixão, ele recomenda persistência. Para ele, os fracassos devem ser encarados sempre como aprendizado, e contribuem para que o mesmo projeto (ou até mesmo outros!) deêm certo em próximas tentativas.

 

size_810_16_9_luiza-trajano-presidente-da-rede-mag

 Luiza Trajano: presidente da rede Magazine Luiza

 

Luiza Trajano é hoje uma das três mulheres mais poderosas do Brasil, segundo lista da revista Forbes. Para ela, ter muitos fracassos não deve ser encarado de forma negativa. “Eu não tenho medo de assumir meus erros”, ela explica. O que deve ser evitado, segundo ela, é insistir no mesmo erro. “Eu sei que vou continuar errando, mas quero dar espaço a novos erros” — e, consequentemente, novas lições.

size_810_16_9_luciano-coutinho-presidente-do-bndes

 Luciano Coutinho: presidente do BNDES

 

Para o economista Luciano Coutinho, o importante é ter persistência e determinação para não se deixar abater. Formado em Economia pela Universidade de São Paulo e PhD pela Universidade Cornell, nos Estados Unidos, ele ocupa desde 2007 um dos cargos mais importantes no cenário econômico brasileiro à frente do BNDES — banco público que libera empréstimos para indústrias, empresas e grandes grupos.“Quem quiser fazer sucesso imediato, sem ralar, pode esquecer”, é o que ele diz. Para ele, é preciso enfrentar as dificuldades com lucidez e cabeça erguida.

 

Exame

 

 

PODERÁ TAMBÉM GOSTAR DE:

Autoria e outros dados (tags, etc)









Alguma sugestão em relação ao nosso Blog?