Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

 

Lord of War" ( O Senhor das Armas) é um filme de guerra policial americano de 2005,escrito, produzido e dirigido por Andrew Niccol, co-produzido e estrelado por Nicolas Cage.  Cage desempenha um traficante de armas ilegais, com semelhanças com o revendedor pós-soviético Viktor Bout.O filme foi oficialmente aprovado pelo grupo de direitos humanos Anistia Internacional para destacar o tráfico de armas por parte da indústria internacional de armas” (Wikipédia).

 

De acordo com o personagem, Yuri Orlov, existem mais de 550 milhões de armas de fogo no planeta. Uma arma para cada 12 pessoas. E a questão que se coloca é: como armar as outras 11. Yuri Orlov é um ucraniano que sem enormes expectativas de emprego, vê o potencial económico da indústria de armas (contrabando de armas) durante a década de 80, que viria a ser patrocinada pelo término da Guerra Fria. 

 

Guerra Fria é a designação dada ao conflito político-ideológico entre os Estados Unidos (EUA), defensores do capitalismo, e a União Soviética (URSS), defensora de uma forma de socialismo, compreendendo o período entre o final da Segunda Guerra Mundial e a extinção da União Soviética (Wikipédia). 

 

Impressão

 

A corrida bélica das duas potências levou a aquisição de um grande arsenal de armas nucleares, que com a queda do Muro de Berlim, em 1991, alegoria do fim da guerra fria proporcionou a distribuição de armamentos (rifle, mísseis, tanques, etc.), principalmente na África Subsariana; fomentando conflitos (guerras civis) nos países como a Libéria, Serra Leoa e muitos outros. 

 

O facto de vivermos na sociedade não impediu-nos de viver como animais, ou seja, só os mais fortes sobrevivem. O filme demonstra nitidamente como a vida humana é menosprezado no mundo das armas, dinheiro e poder. Há tanto dinheiro investido na fabricação de armas que se fosse destinado a fabricação de medicamentos ou a produção de alimentos para os lugares mais carentes do mundo, se calhar não teríamos hoje tanta fome no planeta. Porém, o dinheiro e a ignorância tornaram o Homem tão egoísta quanto a um cão raivoso lutando por um torrão de osso. 

 

O filme é um excelente docente para aquele que quer o conhecer o mundo do tráfico de armas e as consequências que advém da mesma; mostrando que a sociedade foi o termo mais educado que o Homem encontrou para fingir que apartou do termo selvagem. A ignorância humana está tão bem construída que ainda não demos conta de que não seremos desiguais de outros animais, se vivermos pelos mesmos princípios. 

 

O ser que aparenta ser o mais inteligente, no entanto tem a mais ignorante postura. 

 

O filme termina com a aparição dos grandes países capitalistas que fomentam o tráfico para poderem comercializar as armas concebidas por elas; os mesmos países que promovem as guerras são os mesmos que oferecem ajuda na construção do país afetada pela guerra; os mesmos países que fazem parte da ONU. 
Por fim, a meu ver, se a ignorância matasse, as armas seriam inúteis, pois, os seus inventores estariam mortos.

 

 

Referências:

 

Niccol, A. (Realizador). (2005). O Senhor Das Armas [Filme].

http://pt.wikipedia.org/wiki/Lord_of_War

http://pt.wikipedia.org/wiki/Guerra_Fria"

 

@Kabuverdianu

PODERÁ TAMBÉM GOSTAR DE:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:54










Alguma sugestão em relação ao nosso Blog?