Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Um médico de Serra Leoa, infectado com o vírus do Ébola, foi tranferido na madrugada de hoje para ser tratado da febre hemorrágica nos Estados Unidos, onde detém residência oficial, indicou a Agência France Presse (AFP).

 

O voo, transportando o médico Martin Salia, deixou o aeroporto de Freetown, capital da Serra Leoa, às 02:30(TMG, hora de Lisboa), devendo chegar aos Centro Médico de Nebraska, em Omaha, nos Estados Unidos, por volta das 22:00 (TMG), refere a AFP, citando Brima Kargbo, médico-chefe na Serra Leoa.

 

A transferência do médico está a ser feita pelo governo dos Estados Unidos a pedido da mulher de Martin Salia, uma cidadã norte-americana que concordou em arcar com todas as despesas hospitalares, disse em comunicado o porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, Jen Psaki.

 

"Assim como temos feito nos casos anteriores, estão a ser tomadas todas as precauções para garantir transferência de forma segura, que o cuidado fundamental a caminho seja fornecido e que o isolamento estrito seja mantido", disse Jen Psaki.

 

Fontes médicas afirmaram que Martin Salia está "gravemente doente" e admitiram a possibilidade de o seu estado clínico ser pior que dos anteriores pacientes tratados com sucesso no território norte-americano.

 

Martin Salia será a terceira pessoa a ser tratada pelo vírus do Ébola no Centro Médico de Nebraska, que, até agora, assistiu a outros doentes que apresentavam sintomas da doença, que já matou mais de cinco mil pessoas, em particular em países da África Ocidental.

 

Atualmente não há casos de Ébola nos Estados Unidos, onde nove pessoas foram tratadas com sucesso, mas recentemente um liberiano, Thomas Eric Duncan, morreu vítima do flagelo, em solo norte-americano.

 

De acordo com a última atualização feita na sexta-feira pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o vírus Ébola já causou 5.177 mortos em oito países, de um total de 14.413 casos registados, desde dezembro do ano passado.

 

Os países com maior número de mortes, por infeção do Ébola, são a Guiné-Equatorial, a Serra Leoa e a Libéria, sendo que neste último foi levantado o estado de emergência.

 

O Ébola, que se transmite por contacto direto com o sangue, líquidos ou tecidos de pessoas ou animais infetados, é um vírus que foi identificado pela primeira vez em 1976.

 

Não existe vacina, nem tratamentos específicos e a taxa de mortalidade é elevada, podendo o período de incubação da doença durar até três semanas.

 

Fonte: noticiasaominuto

PODERÁ TAMBÉM GOSTAR DE:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:15










Alguma sugestão em relação ao nosso Blog?