Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

 Enquanto reflexo do perfil profissional do candidato, não existe segredo escondido nem fórmulas mágicas que possam transformar o Curriculum Vitae numa porta aberta garantida para o emprego que procuras.

No entanto, dada a actual situação do mercado de trabalho, existem alguns cuidados que deves ter para que o teu CV se distinga.

 

 

 

Gasta tempo

- É importante que reserves tempo para fazeres o teu currículo. Não queiras "despachar" o assunto copiando um modelo ou usando o de algum amigo. O CV é um investimento pessoal e deve ser adaptado a cada empresa e anúncio a que respondes.

 

 

Organiza-te

-  Divide o currículo em grandes grupos, que permitam aos seleccionadores encontrarem com rapidez a informação que procuram (por exemplo: dados pessoais, habilitações literárias, formação complementar, experiência profissional, outros conhecimentos e informações complementares). A ordem em que vais dispor estes grupos é também importante; se o currículo estiver bem estruturado, a leitura torna-se mais fácil.

 

 

Sê relevante

-  Aproveita para mencionar todas as informações relevantes para a função a que te candidatas, tais como as tuas principais qualificações e competências nessa área, demonstrando objectivos específicos que pretendes alcançar. Preferencialmente, dá alguns  exemplos concretos do que já fizeste noutras funções, que permitam mais facilmente compreender as tuas capacidades.

 

 

Dados pessoais

-  Disponibiliza uma área inicial de dados pessoais onde deverás incluir informação que seja realmente importante para os seleccionadores. É essencial destacar o teu nome, morada actual, números de telefone fixo e móvel, e e-mail. Há muitos dados que são pouco importantes ou redundantes:  número de bilhete de identidade, contribuinte, carta de condução (podes referir que tens). Dados como a altura, por exemplo, só serão importantes para funções muito específicas e só em casos em que a empresa o solicite ou considere que a apresentação seja factor decisivo, deverás juntar uma fotografia.

 

 

Habilitações literárias

-  Na  secção dedicada às "Habilitações literárias" deverás  revelar apenas os graus mais importantes e sempre do mais elevado para o menor. Indica sempre o ano de início e o ano final, a instituição que frequentaste, a área do curso, e a média (se for favorável e caso ainda não tenhas experiência profissional que se sobreponha a este factor).

 

 

Formação complementar

-   Caso se justifique cria uma área de "Formação complementar" onde possas mencionar alguma formação profissional ou de especialização,  workshops, conferências e outro tipo de cursos que tenhas frequentado e que sejam relevantes para a área a que te candidatas. É importante que menciones a área, a instituição, a carga horária e a classificação obtida. Se alguma destas experiências tiver ocorrido fora do país, indica também o local e o idioma.

 

 

Zona de destaque

-  A zona fulcral de todo o teu CV é, sem dúvida alguma a "Experiência Profissional". Se tens um percurso profissional muito extenso ou diversificado, apresenta apenas a experiência relevante para a função a que te candidatas demonstrando a tua capacidade de discernimento. Refire as empresas em que trabalhaste, quando e durante quanto tempo e aproveita para uma breve descrição das funções desempenhadas. Caso não tenhas experiência profissional podes sempre mencionar trabalhos académicos em que tenhas tido uma boa nota (menciona o nome do docente); um estágio ou um trabalho temporário.

 

 

Zonas paralelas

-  Se possuis alguns conhecimentos em áreas paralelas àquelas a que concorres e que consideras poderem, de alguma forma, constituir uma mais valia ao teu perfil, mencione-os num ponto suplementar ao CV, mencionando o nível de conhecimento e desenvolvendo algumas competências básicas relacionadas.

 

 

Informações complementares

- Para alguns perfis ou determinadas funções, poderá fazer sentido enriqueceres o teu perfil profissional com algumas informações complementares.  Neste âmbito, poderás mencionar actividades extra-curriculares, tais como apresentações públicas, artigos publicados e projectos especiais.

 

 

Sê activo

-  Utiliza verbos na voz activa, que indiquem determinação: alcançar, ganhar, aprender, servir, arranjar, encorajar, etc. Use palavras como: primeiro, único, melhor... que tornarão o teu currículo mais rico e apelativo.

 

Fonte: SAPOESTUDANTE

PODERÁ TAMBÉM GOSTAR DE:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:54



1 comentário

De Helton Araujo a 02.02.2016 às 11:33

Ótima Postagem! Tenho uma dica também! Crie seu currículo de forma simples, rápida e de Graça! http://www.criarmeucurriculo.com.br, espero ter ajudado! Abçs!

Comentar post









Alguma sugestão em relação ao nosso Blog?