Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O caso do professor da Escola Secundária de Santa Cruz, acusado de assediar sexualmente uma aluna sua, já está sob o domínio do Ministério Público. A situação foi denunciada pela própria da própria mãe da aluna, encontrando-se o professor suspenso das suas actividades para averiguações.

 

Contactado pelo A NAÇÃO, Virgolino Semedo, director da Escola Secundária Alfredo da Cruz Silva, confirmou que a mãe da aluna relatou o caso que já vinha acontecendo desde do ano passado. “O caso só não veio à tona há mais tempo porque a aluna estava com medo e disse que vinha sendo ameaçado pelo professor. A aluna vivia sob os cuidados de uma tia, tendo em conta que a mãe é rabidante e vive viajando a São Vicente”, revela.

 

Ainda de acordo com o director, o professor Gonçalo Amarante Correia, de Formação Pessoal e Social (FPS), alegadamente, fazia convites amorosos e “perseguia” a aluna dentro e fora da escola.

Só este ano este é o segundo caso de assédio sexual nas escolas secundárias da ilha de Santiago. O primeiro aconteceu com o professor Manuel Fortes, da Escola Secundária Abílio Duarte, na Praia, que responde também por assediar sexualmente alunas do oitavo ano.

 

Fonte:ANação

PODERÁ TAMBÉM GOSTAR DE:

Autoria e outros dados (tags, etc)










Alguma sugestão em relação ao nosso Blog?