Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





ª A penumbra da madrugada ª

por JM, em 25.10.12


Na madrugada, o silêncio invade a alma
E leva consigo uma manha de calma…
A penumbra do instante revela o seu mal
E o coração sente uma dor fatal 
O silêncio do breu cobre o céu
E…uma mancha escura tinge o peito meu


kabuverdianu-madrugada


Eu tento fugir do terror do instante, 
Fantasmas perturbam o ser meu
Antes do raiar do dia surgem inquietações…

Mas, de repente, a luz resplandeceu
E o que era silencio de terror
E quebrado com um grito, avassalador
E o que era madrugada de penumbra…
Torna-se numa manha de calma!

Autoria: Marleny Fontes de Pina
PODERÁ TAMBÉM GOSTAR DE:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:38










Alguma sugestão em relação ao nosso Blog?